[Washington DC] Rose's Luxury

O Rose's Luxury apareceu pela primeira vez na minha vida, quando fiz uma receita de manteiga de cebola para acompanhar uma fornada de Discutis para servir num jantar. Curiosamente, eu nunca postei a receita desta manteiga aqui e agora estou com mais uma na fila das que preciso postar. Depois eu vi que ele foi eleito pela revista Bon Apetit como o melhor restaurante novo do país. Daí, quando viajamos a Washington para ir a um casamento, achei que seria o momento ideal para conhecer. 

Fonte: http://dconheels.com/wp-content/uploads/2014/09/dconheels-roses-luxury-october2014.jpg

Fonte: http://dconheels.com/wp-content/uploads/2014/09/dconheels-roses-luxury-october2014.jpg

Depois de um dia inteiro percorrendo os principais monumentos e museus da parte central da cidade administrativa, pegamos um Uber e fomos até o bairro de Capitol Hill para jantar. Eu sabia que eles não faziam reserva e que se formava uma fila bem disputada na porta antes da abertura das portas, às cinco da tarde. Mas resolvi, mais uma vez, não contar para o Bruno - sob pena de ele vetar a visita com seu pavor de filas. Quando chegamos lá ele chegou a dizer para irmos embora, mas a minha vontade de entrar era tanta que ele resolveu dar uma colher de chá e esperar a abertura, que ocorreria em 15 minutos. Entramos na fila e aguardamos. Deu até tempo de sermos abordados por uma menina que queria divulgar a igreja dela. Hahahaha!

Fonte: http://gardenandgun.com/files/Year-in-Restaurants-Roses-Luxury-Washington-DC-1.jpg

Fonte: http://gardenandgun.com/files/Year-in-Restaurants-Roses-Luxury-Washington-DC-1.jpg

Assim que o restaurante abriu, começou a apreensão: será que o restaurante lotaria antes que pudéssemos entrar? De quando em quando uma hostess vinha até a fila, pra dar algumas informações para quem aguardava, e depois sumia. Ainda não havia chegado até nós. Eu contei que começou a chover? Fininho, mas começou. Estava frio. Nem isso me fez mudar de idéia e eu saquei minha sombrinha pra continuar aguardando. Alguma coisa me mantinha decidida a permanecer na fila. Eu sabia que conseguiria entrar. E dito e feito: muitas pessoas que estavam na fila resolveram que gostariam de comer mais tarde. Isso liberou alguns lugares e a fila andou bem depressa. Na minha vez, a menina da recepção me perguntou quando eu gostaria de jantar. "Agora?", perguntei. Ela me disse que não haviam mesas disponíveis no momento, mas que haveria uma dali uns 20 minutos e que poderíamos aguardar no bar, localizado no segundo andar. Voltei lá fora e falei com Bruno, que topou. Entramos, subimos as escadas, sentamos pra ver o cardápio de bebidas e logo já nos chamaram para a mesa. E aí pudemos comprovar que a espera valeu a pena!

Um brioche super fofo e quentinho, com uma manteiga bem leve, polvilhada de micropedacinhos de batatas crocantes e  ceboullete .

Um brioche super fofo e quentinho, com uma manteiga bem leve, polvilhada de micropedacinhos de batatas crocantes e ceboullete.

Um Hanger Steak grelhado (um corte na região peitoral do gado), Mostarda japonesa, molho de uma espécie de enguia e cebolinhas.

Um Hanger Steak grelhado (um corte na região peitoral do gado), Mostarda japonesa, molho de uma espécie de enguia e cebolinhas.

Essa foi uma  Panzanella Salad  de cortesia. Deliciosa! 

Essa foi uma Panzanella Salad de cortesia. Deliciosa! 

A primeira vez em que eu comi um Siri Mole na vida! E a pergunta que não quer calar é: por que demorei tanto, meu Deus??? Delicioso, empanado e frito, servido sobre uma polenta mole e rústica com milho verde doce e um caldo magnífico chamado Bloody Mary Vinaigrette. Fenomenal!!!

A primeira vez em que eu comi um Siri Mole na vida! E a pergunta que não quer calar é: por que demorei tanto, meu Deus??? Delicioso, empanado e frito, servido sobre uma polenta mole e rústica com milho verde doce e um caldo magnífico chamado Bloody Mary Vinaigrette. Fenomenal!!!

Este foi uma paleta desossada de porco super crocante por fora e desmanchando por dentro. Com um toque meio oriental-havaino, tinha abacaxi,  Jalapeño ,  Mac&Cheese ,  Coleslaw  com algas crocantes, arroz de coco com ovo frito e um molho indescritível à base de mostarda. No fim foi muito comida e eu dispensaria o macarrão. Acho que não faria falta nenhuma! 

Este foi uma paleta desossada de porco super crocante por fora e desmanchando por dentro. Com um toque meio oriental-havaino, tinha abacaxi, Jalapeño, Mac&Cheese, Coleslaw com algas crocantes, arroz de coco com ovo frito e um molho indescritível à base de mostarda. No fim foi muito comida e eu dispensaria o macarrão. Acho que não faria falta nenhuma! 

Pra fechar, dividimos um sorvete de leite de coco, com coco queimado crocante no fundo, limão e Kiwi. Sério, de morrer!

Pra fechar, dividimos um sorvete de leite de coco, com coco queimado crocante no fundo, limão e Kiwi. Sério, de morrer!

O restaurante é lindo, o serviço é muito bom e atencioso e a comida bastante criativa, perfumada e saborosa. Além de tudo isso, o dono do restaurante tem preocupações sociais e doa parte do que é pago, por cada prato, para uma instituição que provê alimentação para crianças em escolas. Vale demais ir um dia, com disposição para enfrentar filas, é claro! Garanto que você vai gostar bastante!

[Chicago] Next

Chicago é um parque de diversões gustativas, assim como Nova Iorque. Minha vontade era ter passado muito mais tempo na cidade, com dinheiro suficiente pra experimentar várias das casas interessantes que há por lá. Enquanto eu não volto à cidade, fico aqui me divertindo com as memórias que ela me proporcionou. Este post é uma continuação do que escrevi sobre o The Aviary.

Além do Alinea e do The Aviary, Grant Achatz tem o restaurante Next, onde o menu muda de 3 em 3 meses, buscando uma inspiração diferente a cada período, gerando vídeos de divulgação lindíssimos como este: 

Os três endereços têm mais uma coisa em comum, além do chef proprietário: é preciso comprar ingresso com antecedência. É isso mesmo! Você paga tudo o que irá consumir antecipadamente, no momento da reserva. E mais: não tem a mínima idéia do que será servido, apenas comunica suas restrições/alergias alimentares e pronto, sorte lançada. Achou esquisito? No início eu também, mas depois pensei que era uma excelente alternativa para os restaurantes barrarem aqueles aventureiros que fazem reserva e não aparecem, deixando mesas vazias e gente que queria muito ir ao restaurante, em casa. E depois da experiência achei bastante interessante sair sem ter de passar por aquela coisa chata da chegada da conta, verificar se está tudo certo, calcular a gorjeta e tal... Quanto à supresa no menu, fiquei animada. É importante dizer que as opções de bebidas podem ficar em aberto quando do momento da reserva. Foi o que eu resolvi fazer, imaginando que depois dos drinks no bar, nós ficaríamos só numa tacinha de espumante pra acompanhar tudo. Mas, efeito da bebida, meu marido estava se achando rico e resolveu fazer a harmonização básica do cardápio. Isso dobrou o preço do menu

Quando nós fomos lá, o menu se chamava Tapas e se inspirava, claro, na cozinha espanhola. Como eu contei no texto do bar, o Next divide parede com ele e nós tínhamos reserva para os dois. Quando passamos para o restaurante, o atendimento impecável permaneceu, com os garçons e o maitre dandos-nos parabéns pelo aniversário de casamento, informação que eu dei só uma vez pra o garçom do bar. No mais, foi um menu de 9 etapas, cada qual com 2 ou 3 pratos diferentes, o que se traduziu em muita comida, mas que surpreendentemente não pesou no estômago. E olha que nossa reserva era para o último horário da noite! 

Quando chegamos, a mesa estava com este cartão postal com meu primeiro sobrenome identificando a reserva. 

Quando chegamos, a mesa estava com este cartão postal com meu primeiro sobrenome identificando a reserva. 

E no centro da mesa já nos esperavam 3 cocas divididas em 2 porções (fatias de  focaccia  com coberturas diversas): Anchovas com azeitonas, tomate com couve-flor e  jamón   ibérico ; cogumelos e cebola.

E no centro da mesa já nos esperavam 3 cocas divididas em 2 porções (fatias de focaccia com coberturas diversas): Anchovas com azeitonas, tomate com couve-flor e jamón ibérico; cogumelos e cebola.

Mexilhões defumados (na latinha), polvo com beringela no vidro (herança do  El Bulli ).

Mexilhões defumados (na latinha), polvo com beringela no vidro (herança do El Bulli).

Apesar de tudo estar preto, abaixo é uma barriga de porco espetacularmente derretendo envolvida em molho romesco enegrecido de uma forma que eu não sei qual (acredito que tinha tinta de lula) e um pedaço de pão no mesmo molho, divino também. Assim que o prato chega na mesa, o garçon põe fogo num carvãozinho ao lado, pra dar um quê de churrasco. O nome do prato é  Cerdo y Romesco , que veio acompanhado de:

Apesar de tudo estar preto, abaixo é uma barriga de porco espetacularmente derretendo envolvida em molho romesco enegrecido de uma forma que eu não sei qual (acredito que tinha tinta de lula) e um pedaço de pão no mesmo molho, divino também. Assim que o prato chega na mesa, o garçon põe fogo num carvãozinho ao lado, pra dar um quê de churrasco. O nome do prato é Cerdo y Romesco, que veio acompanhado de:

Cebolas assadas na Parrilha. Deliciosamente aveludadas e macias, adocicadas na medida certa.

Cebolas assadas na Parrilha. Deliciosamente aveludadas e macias, adocicadas na medida certa.

Yema de huevo frito : Gema de ovo frita com anchova fresca. 

Yema de huevo frito: Gema de ovo frita com anchova fresca. 

Brandada crujiente : Brandade de bacalhau líquida, com a pele do peixe pururucada. 

Brandada crujiente: Brandade de bacalhau líquida, com a pele do peixe pururucada. 

As famosas  Aceitunas de Albert Adriá:  suco extraído de azeitonas esferificado. Uma explosão de sabor na boca.

As famosas Aceitunas de Albert Adriá: suco extraído de azeitonas esferificado. Uma explosão de sabor na boca.

Fatias de  Jamón Ibérico de Bellota .

Fatias de Jamón Ibérico de Bellota.

Espárragos y sépia: um prato com aspargos, lula, gema de ovo e farofa de pão. 

Espárragos y sépia: um prato com aspargos, lula, gema de ovo e farofa de pão. 

Patatas Bravas : como croquetes. 

Patatas Bravas: como croquetes. 

Chuletón Tortilla:  Omelete espanhola com batatas e costela. Destaque pro ponto da carne!

Chuletón Tortilla: Omelete espanhola com batatas e costela. Destaque pro ponto da carne!

Esse prato tinha uma apresentação incrível, mas eu achei esquisito.  Gambas con fresas y habas:  camarão com morango e feijão. Quando vi a mesa ao lado recebendo o prato, achei que o camarão fosse feito de sorvete de morango e achei a idéia incrível. Mas não. Era camarão com sorvete de morango. Eu achei muito estranho, a combinação não funcionou pra mim. 

Esse prato tinha uma apresentação incrível, mas eu achei esquisito. Gambas con fresas y habas: camarão com morango e feijão. Quando vi a mesa ao lado recebendo o prato, achei que o camarão fosse feito de sorvete de morango e achei a idéia incrível. Mas não. Era camarão com sorvete de morango. Eu achei muito estranho, a combinação não funcionou pra mim. 

O camarões vinham acompanhados de uma Oliveira. Nela,  Caramelo de aceite de oliva.  Divertida a apresentação, o sabor era incrível e lembrava um pouco chocolate branco. Mas eu ainda estava impactada com o estranhamento do camarão com morango.

O camarões vinham acompanhados de uma Oliveira. Nela, Caramelo de aceite de oliva. Divertida a apresentação, o sabor era incrível e lembrava um pouco chocolate branco. Mas eu ainda estava impactada com o estranhamento do camarão com morango.

Chocolate com mirtilos e avelãs...

Chocolate com mirtilos e avelãs...

servido junto a uma fatia de cheesecake-mais-maravilhosa-da-vida-inteira-do-espaço-sideral. O interior dela era quase líquido, como um petit-gateau, e eu fiquei me perguntando como eles fizeram isso. Jesus!

servido junto a uma fatia de cheesecake-mais-maravilhosa-da-vida-inteira-do-espaço-sideral. O interior dela era quase líquido, como um petit-gateau, e eu fiquei me perguntando como eles fizeram isso. Jesus!

Pra terminar, leite com café! 

Pra terminar, leite com café! 

Este menu já não está mais em cartaz. Agora eles estão começando a divulgar o Terroir. Eu queria mesmo era morar em Chicago e ir a cada três meses ao Next, só pra provar todos os menus propostos por eles. E, claro, levar todas as minhas visitas lá e provar mais de uma vez cada um, porque de boba eu não tenho nada! 

 

 

[Chicago] The Aviary

Desde a primeira vez em que assisti um vídeo sobre o Alinea, no Youtube, que eu desejava conhecer o restaurante de Grant Achatz.

Quatro anos se passaram e a chance de ir a Chicago surgiu, mas para uma viagem longa onde gastaríamos uma quantia considerável. Jantar no atual 26o melhor restaurante da Revista Restaurant San Pellegrino custa, no horário de menus mais baratos, pouco mais de 250 dólares por pessoa. Sem bebidas, taxas e serviço. Portanto, o Alinea estava fora de cogitação. Uma pena! Porém o chef tem, em outro bairro da cidade, duas outras casas, que são vizinhas de parede. Elas são menos caras e daí dá pra fazer um combo e conhecer as duas numa visita só. 

The Hollow, o coquetel-infusão do The Aviary.

The Hollow, o coquetel-infusão do The Aviary.

O The Aviary é um bar especializado em coquetéis. Mas não vá esperando drinks tradicionais, só decorados com guarda-chuvinhas asiáticos e frutas espetadas na lateral do copo. O negócio aqui é aplicar conhecimentos da alta gastronomia e da cozinha molecular nas bebidas que são oferecidas no menu (assista aos vídeos pra ter uma idéia). O cuidado com o que será servido é tanto que eles têm até um Chef especializado em gelo!

A idéia era ficarmos no bar por 2 horas e depois irmos para o restaurante, porque eu só consegui reserva no NEXT às dez da noite (sobre ele, escreverei outro post.). O ingresso mais barato custa 20 dólares e precisa ser comprado com antecedência no site (clique no nome do restaurante). O bairro onde ficam as casas está em processo de revitalização; até você chegar lá, vai achar que pegou o caminho errado e está perdido. Ao chegarmos, me identifiquei na porta e solicitaram que esperássemos um pouco num lounge externo deles. Nunca mais eu precisei dizer meu nome pra ninguém enquanto estivemos lá.

Entramos no horário marcado, nos acomodaram em nossa mesa e perguntaram se era nossa primeira vez. Resposta afirmativa, o garçon perguntou se havia algum motivo especial para a nossa visita, dado que tínhamos reserva às dez no outro restaurante. Eu não tinha dito nada sobre isso para o garçon! É claro que um cruzamento simples de informações no computador dá todo o nosso planejamento de visita para eles, mas eles usam isso com uma competência que eu nunca vi em nenhum outro lugar. Respondi que estávamos comemorando aniversário de casamento e depois disso todos os garçons, cumins e outros funcionários da casa já sabiam o motivo. Todos os que falaram conosco nos felicitaram. Inclusive quando passamos para o restaurante. É um nível de atendimento onde você se sente muito prestigiado e nem um pouco invadido. Incrível!

Fomos apresentados ao menu, o garçon fez umas sugestões e nós pedimos um tempo para pensar no que pedir. Eu tinha ido atrás de um coquetel super-bonito, o The Hollow, mas fiquei encantada quando vi que eles tinham um outro chamado Carrot Cake (Bolo de Cenoura) e acabei pedindo este primeiro. Meu marido pediu um muito bonito, com um monte de gelos esféricos vermelhos. 

Carrot   Cake   Cocktail : lembrava bastante o bolo de cenoura. Parecia um  milkshake  alcoólico. O casal da mesa em frente, que acabou saindo em cima do coquetel na foto, parece um par de noivinhos, né? Hahaha

Carrot Cake Cocktail: lembrava bastante o bolo de cenoura. Parecia um milkshake alcoólico. O casal da mesa em frente, que acabou saindo em cima do coquetel na foto, parece um par de noivinhos, né? Hahaha

O  drink  cheio de esferas de suco de frutas vermelhas congelado. Elas iam derretendo aos poucos e se misturando com o líquido alcoólico. Esqueci o nome desse...

O drink cheio de esferas de suco de frutas vermelhas congelado. Elas iam derretendo aos poucos e se misturando com o líquido alcoólico. Esqueci o nome desse...

O meu coquetel lembrava bem o sabor do bolo. Cenoura, cream cheese, açúcar... Foi um experiência interessante, mas o The Hollow foi realmente a estrela da noite! É lindo, uma infusão de ervas, frutas e especiarias na bebida que vem numa garrafa feita especialmente pra ele. Pode ser dividido porque é bem grande e à medida em que você o toma a concentração do sabor se modifica, o que deixa cada gole um pouco diferente do anterior. Fantástico!

Junto aos coquetéis pedimos um petisco chamado Salt.Pepper.Vinegar. Consiste em uma pururuca de porco gigante e temperada com os três ingredientes. Delicioso e super vistoso. E eu a comi pensando na pururuca Botrel que fazíamos na casa da minha avó, quando éramos crianças. Quem diria que algo tão banal e simples fosse ser servido em bares como esse um dia, heim? Tudo no bar remete a um espetáculo particular, embora haja várias mesas ao seu redor, com pessoas tendo experiências semelhantes. Mas o nível espetacular de atendimento que eles atingiram naquele bar te faz sentir como único. 

A pururuca gigante, temperada com sal, pimenta do reino e vinagre. A gente comeu TU-DO! E eu a comi pensando na pururuca Botrel que fazíamos na casa da minha avó, quando éramos crianças. Quem diria que algo tão banal e simples fosse ser servido em bares como esse um dia, heim? 

A pururuca gigante, temperada com sal, pimenta do reino e vinagre. A gente comeu TU-DO! E eu a comi pensando na pururuca Botrel que fazíamos na casa da minha avó, quando éramos crianças. Quem diria que algo tão banal e simples fosse ser servido em bares como esse um dia, heim? 

Vale demais a experiência. Ah! Os 20 dólares que foram pagos a título de reserva são reembolsados no fim da conta. Se surgir a oportunidade, vai lá e depois me conta!

[Miami] Yardbird Southern and Table Bar

No final de 2011 eu vim a Miami pela primeira vez. O objetivo era encontrar meu marido, que vinha de uma viagem de trabalho da Alemanha para trabalhar aqui por uma semana. Além disso, tínhamos um amigo que estava morando aqui, era uma oportunidade de fazer uma visita. Porém, eu vim meio emburrada porque do alto de todo o meu preconceito com a cidade, eu achava que ela era um dormitório para ir à Disney. Eu nem sabia que 4 horas separavam os dois lugares, pra ter-se uma idéia do tamanho do desinteresse que eu tinha, boa parte dele alimentado pelo tipo de "turismo" que os brasileiros costumam fazer aqui: compras. A esta altura quem me lê já percebeu que eu viajo pra comer, fotografar e passear. Raramente compro souvenires ou presentes, porque eles sempre precisam ser carregados e tiram a toda a liberdade de andar de mãos vazias. Eu acreditava que Miami não poderia me oferecer nada do que eu procuro numa viagem. E quando meu marido me disse que muito provavelmente a cidade seria nosso destino nos próximos 3 anos eu quis morrer, de verdade. O que mudou a minha perspectiva daqui foi este restaurante. 

O Yardbird é um bar/restaurante especializado em comida do sul dos EUA. Quando conheci o cardápio era mais variado, mas muitas das opções antigas foram divididas com o cardápio do Swine, assim que o grupo abriu a casa especializada em porco. Com isso, o Yardbird se tornou uma casa especializada em frango frito à moda do sul, como era pra ser desde o início. E acredite: não tem nada haver com KFC ou fast food! Primeiro de tudo, é preciso esquecer a máxima de que comida norte-americana é basicamente hambúrguer e sanduíche. Eles são apenas uma parte da cultura gastronômica, mais especificamente voltada para o horário do almoço - que é corrido. Nas demais refeições, há variadas opções para comer. Basta sair do circuito das redes de comida barata. 

Southern Food é aquela comida que mais está relacionada com a chamada Comfort Food para os estadunidenses. Algo como a comida de Minas Gerais. É incrível como eles utilizam vários ingredientes que nós utilizamos no Brasil, essas semelhanças merecem um post à parte. O frango frito é um dos pratos emblemáticos da Southern Cuisine e este restaurante consegue elevar um simples frango frito ao patamar de arte. Sempre sequinho, de casquinha crocante (não é empanado como um milanesa, mas como um tempura de massa mais grossa), bem temperado e incrivelmente úmido sem nunca estar cru. Se não fosse tão complicado fazer fritura numa cozinha americana com um exaustor minúsculo eu até tentava a receita que o antigo chef divulgou uma vez. 

A casa oferece drinks bastante interessantes à base de bourbon, o uísque feito com no mínimo 51% de milho. Há opções com bacon, alecrim, tomilho e até mostarda! São servidos em vidros de conserva, reavivando um costume antigo do sul: pela falta de copos suficientes pra oferecer bebida aos convidados em dias de festa, usavam-se estes vidros. É uma excelente maneira de começar a curtir o lugar devagarinho e entrar no clima. O lugar é super bem decorado, rústico e moderno ao mesmo tempo. No mais, algumas opções do cardápio pra se ter uma idéia do que eu estou falando:

As lâmpadas dentro dos vidros de conserva! 

As lâmpadas dentro dos vidros de conserva! 

Os coquetéis!

Os coquetéis!

Chicken biscuits: frango frito e os pãezinhos deliciosos do sul.   Foto: http://s3-media4.fl.yelpcdn.com/bphoto/_EOxCM8jU3LVwciZ4Gwxgw/o.jpg

Chicken biscuits: frango frito e os pãezinhos deliciosos do sul. 

Foto: http://s3-media4.fl.yelpcdn.com/bphoto/_EOxCM8jU3LVwciZ4Gwxgw/o.jpg

Chicken & Waffles & Watermellon : Por mais estranho que possa parecer, a combinação de frango frito,  waffles ,  maple syrup  e melancia é bem gostosa! Crocância, maciez e suculência, aliados aos sabores salgado, doce, apimentado, além do frescor que a melancia traz. Só provando!

Chicken & Waffles & Watermellon: Por mais estranho que possa parecer, a combinação de frango frito, waffles, maple syrup e melancia é bem gostosa! Crocância, maciez e suculência, aliados aos sabores salgado, doce, apimentado, além do frescor que a melancia traz. Só provando!

Já comemoramos o aniversário do meu marido com um Red Velvet Cake delicioso.

Já comemoramos o aniversário do meu marido com um Red Velvet Cake delicioso.

A  Apple   Pie  deles é de morrer se abraçando.

A Apple Pie deles é de morrer se abraçando.

 

[Miami] Proper Sausages: como um açougue pode vender o melhor sanduíche de porco desfiado "do mundo"?

A região de Miami esconde tesouros como este açougue, localizado em Miami Shores. Coisa que você só descobre que existe porque lê as publicações sobre gastronomia local ou porque segue as pessoas certas nas redes sociais e sai fuçando a cidade pra comprovar aquilo sobre o que leu.

Há um movimento crescente por produtos alimentícios feitos de forma artesanal por aqui. Uma resposta à concentração da produção de "comida" pelas grandes corporações. Bem como uma tentativa de solução para os problemas de saúde e obesidade. A grande briga é provar, para o americano médio, que comida processada em excesso não é boa pra saúde. E como este tipo de comida é mais barato, lá vem um longo e tortuoso caminho pela frente (visto que muita gente por aqui trabalha em 3 empregos o dia todo e mal consegue sustentar sua família). 

Para aqueles que possuem um pouco mais de recursos e se preocupam com a origem de seus alimentos, este mercado de comida artesanal é uma maravilha. Começou (ao menos pra mim) com o Zak (sobre o qual já escrevi e onde amo ir comer, além de comprar regularmente os pães maravilhosos que ele faz). Agora, a mais recente descoberta é o Proper Sausages

A fachada simples do lugar. Fonte: https://res.cloudinary.com/roadtrippers/image/upload/c_fill,h_316,w_520/v1420570301/proper-sausages-2001377.jpg

A fachada simples do lugar. Fonte: https://res.cloudinary.com/roadtrippers/image/upload/c_fill,h_316,w_520/v1420570301/proper-sausages-2001377.jpg

O lugar é como um açougue pequeno, daqueles que a gente tinha perto de casa, no Brasil, num passado não muito distante. Tem uma cara mais limpa, como um empório, e conta com refrigerador de bebidas diversificadas, com bons rótulos de cerveja e vinho. Além de oferecerem vários tipos de cortes diferentes de carnes bovina e suína, aves e de cordeiro, eles oferecem também alguns pratos para o almoço, dentre eles os sanduíches. Mas a especialidade dos caras são as linguiças. Utilizando o método de fabricação inglês, onde se adiciona miolo de pão ao recheio das linguiças para dar mais maciez e umidade ao produto final, a casa oferece tipos para todos os gostos. Não vou te enganar: cada linguiça sai a mais ou menos 6 dólares. Mas elas valem cada George Washington que você gastar nelas! Destaque para as de porco, figo e queijo brie. Mas se quiser e seu bolso deixar, levar uma de cada e fazer uma degustação em casa é idéia de gênio! ;)

O refrigerador de carnes e embutidos, com a adega de vinhos inusitados ao fundo. Em frente ao balcão refrigerado há uma geladeira com vários rótulos de cervejas bem interessantes.

O refrigerador de carnes e embutidos, com a adega de vinhos inusitados ao fundo. Em frente ao balcão refrigerado há uma geladeira com vários rótulos de cervejas bem interessantes.

Além disso, é possível comprar, para viagem, sanduíches bastante interessantes, divulgados diariamente no site deles. No dia em que eu fui, comi o melhor sanduíche de pernil de porco desfiado da minha vida! E não tinha nada de tão diferente no recheio. Só pernil assado lentamente até descolar do osso, bem temperadinho, e Coleslaw, uma salada americana para acompanhamento de churrascos à base de maionese, repolho e cenoura ralada crua. Não há mesas para sentar e comer, mas próximo ao estabelecimento, à direita de quem sai, há um parque com banquinhos bem convidativos. No mais, tem de ir pra saber! 

Senhoras e Senhores: o Melhor sanduíche do mundo!

Senhoras e Senhores: o Melhor sanduíche do mundo!

Ah! Eles fazem umas degustações de salsichas com cerveja ou vinho às quintas-feiras. Pra saber mais, tem de verificar no site ou no twitter: @propersausages. 

[Charleston] Magnolias

O Magnólias me foi recomendado por uma amiga que já morou na cidade. O restaurante existe desde 1990 e figura nas listas dos melhores, ao lado do Husk e de vários outros. A especialidade aqui é a Southern Food americana, com pratos bastante interessantes e representativos da cultura desta região do país. Como fomos à cidade na véspera do natal, não havia maneira de fazer reservas e resolvemos apostar que no horário entre o almoço e o jantar encontraríamos uma mesa para 5 pessoas. E não é que deu certo? Fomos imediatamente recebidos e acomodados por volta das 4 horas da tarde, quando o lugar estava bem vazio. Fosse uma hora mais tarde, não encontraríamos mesa. 

Fonte: http://www.recipegirl.com/wp-content/uploads/2012/07/Charleston-Magnolias-1.jpg

Fonte: http://www.recipegirl.com/wp-content/uploads/2012/07/Charleston-Magnolias-1.jpg

O restaurante é amplo e bem decorado. E, como o nome já sugere, muitos quadros de Magnólias pintadas espalhados pelas paredes. O atendimento foi incrível, com um garçom de nome Sam muito simpático e solícito, que foi e voltou da cozinha muitas vezes só pra checar se poderia acomodar os pedidos de modificação de pratos do menu. Minha mãe mudou o prato dela quase que totalmente e eu quase morri de vergonha de pedir tantas modificações no mesmo prato. Mas ele não demonstrou desconforto. Foi muito simpático e o melhor: minha mãe adorou o resultado!

A ida inesperada acabou se transformando no ponto alto da visita relâmpago que fizemos à cidade. Comida deliciosa, barata, vinho muito bom e atendimento excepcional. Quando é que podemos juntar tantos elogios a um só estabelecimento hoje em dia, heim? No mais, fica a foto do meu prato e a lembrança, junto com uma vontade de pegar o carro e dirigir 9 horas só pra poder comer lá novamente...

Low country Bouillabaisse : um ensopado de frutos do mar incrível, muito saboroso e reconfortante. Poderia ter refil e não acabar nunca mais...

Low country Bouillabaisse: um ensopado de frutos do mar incrível, muito saboroso e reconfortante. Poderia ter refil e não acabar nunca mais...

[Miami] Swine Southern Table and Bar

O Swine faz parte do grupo 50EGGS, dono dos ótimos Khong River House e do Yardbird. Este novo representante da gastronomia do sul dos Estados Unidos debruça-se sobre os pratos feitos com carne de porco, o que por si só já garante a clientela, né? Em terra de bacon...

Parte da ida em um restaurante é a espiadela na mesa do vizinho. Desta vez estávamos no mesanino, daí foi fácil dar uma olhada sem ser inconveniente. Dá pra ver que os pratos do brunch são bem servidos, né?

Parte da ida em um restaurante é a espiadela na mesa do vizinho. Desta vez estávamos no mesanino, daí foi fácil dar uma olhada sem ser inconveniente. Dá pra ver que os pratos do brunch são bem servidos, né?

O restaurante oferece brunch aos fins de semana, que é uma grande oportunidade para conhecer um pouco da southern food (pronuncia-se sãdarn fud). Muito embora a maioria dos estrangeiros achem que a comida americana resuma-se à hamburgueres e todo o fast food, antes da cultura do time is money e das mulheres engrossarem o time no mercado de trabalho, muita gente cozinhava por estas bandas (inclusive com uma boa contribuição dos período de escravidão, como no Brasil). Aqui é possível provar receitas muitos gostosas, como Mac&Cheese, Ribs & Grits, Stews...

Pulled Pork, Cheese Grits and Eggs : Porco desfiado com canjiquinha e ovos fritos com gema mole. O último prato que comi por lá. Tava ótimo!

Pulled Pork, Cheese Grits and Eggs: Porco desfiado com canjiquinha e ovos fritos com gema mole. O último prato que comi por lá. Tava ótimo!

A casa, como as outras do grupo, é muito bem decorada e rústica. Reproduz as casas mais pobres dos americanos da parte sul (região que, diga-se de passagem, não inclui a Flórida. Para saber o que é considerado sul aqui, trace uma cruz imaginária no meio do país. No quadrante inferior esquerdo é onde localizam-se os estados da região.) com lâmpadas aparentes penduradas pelo fio, placas de metal no teto e tábuas de madeira rústica nos balcões. Também como no Yardbird, há uma carta com bons coquetéis a base de Bourbon

O bar.

O bar.

Comida norte-americana não é só hamburguer, mas eles também têm se você quiser. 

Comida norte-americana não é só hamburguer, mas eles também têm se você quiser. 

O famigerado Mac&Cheese é um prato simples de fazer, mas que você encontra em todo restaurante de Southern Food. Consiste em macarrão de massa curta cozida, molho com muito queijo cheddar, farinha de pão e algumas ervas por cima, gratinado no forno. É gostoso, prato de infância. O equivalente deles para as macarronadas de domingo das casas brasileiras.

O famigerado Mac&Cheese é um prato simples de fazer, mas que você encontra em todo restaurante de Southern Food. Consiste em macarrão de massa curta cozida, molho com muito queijo cheddar, farinha de pão e algumas ervas por cima, gratinado no forno. É gostoso, prato de infância. O equivalente deles para as macarronadas de domingo das casas brasileiras.

A vista de cima. Uma mesa grande pra dividir com gente desconhecida. Vai que rola uma amizade nova?

A vista de cima. Uma mesa grande pra dividir com gente desconhecida. Vai que rola uma amizade nova?

Lugar bom pra ir em grupo, mas isso não é uma regra. O que é bom é fazer reserva durante os fins de semana, porque lota! Aproveite!