[Washington DC] Rose's Luxury

O Rose's Luxury apareceu pela primeira vez na minha vida, quando fiz uma receita de manteiga de cebola para acompanhar uma fornada de Discutis para servir num jantar. Curiosamente, eu nunca postei a receita desta manteiga aqui e agora estou com mais uma na fila das que preciso postar. Depois eu vi que ele foi eleito pela revista Bon Apetit como o melhor restaurante novo do país. Daí, quando viajamos a Washington para ir a um casamento, achei que seria o momento ideal para conhecer. 

 Fonte: http://dconheels.com/wp-content/uploads/2014/09/dconheels-roses-luxury-october2014.jpg

Fonte: http://dconheels.com/wp-content/uploads/2014/09/dconheels-roses-luxury-october2014.jpg

Depois de um dia inteiro percorrendo os principais monumentos e museus da parte central da cidade administrativa, pegamos um Uber e fomos até o bairro de Capitol Hill para jantar. Eu sabia que eles não faziam reserva e que se formava uma fila bem disputada na porta antes da abertura das portas, às cinco da tarde. Mas resolvi, mais uma vez, não contar para o Bruno - sob pena de ele vetar a visita com seu pavor de filas. Quando chegamos lá ele chegou a dizer para irmos embora, mas a minha vontade de entrar era tanta que ele resolveu dar uma colher de chá e esperar a abertura, que ocorreria em 15 minutos. Entramos na fila e aguardamos. Deu até tempo de sermos abordados por uma menina que queria divulgar a igreja dela. Hahahaha!

 Fonte: http://gardenandgun.com/files/Year-in-Restaurants-Roses-Luxury-Washington-DC-1.jpg

Fonte: http://gardenandgun.com/files/Year-in-Restaurants-Roses-Luxury-Washington-DC-1.jpg

Assim que o restaurante abriu, começou a apreensão: será que o restaurante lotaria antes que pudéssemos entrar? De quando em quando uma hostess vinha até a fila, pra dar algumas informações para quem aguardava, e depois sumia. Ainda não havia chegado até nós. Eu contei que começou a chover? Fininho, mas começou. Estava frio. Nem isso me fez mudar de idéia e eu saquei minha sombrinha pra continuar aguardando. Alguma coisa me mantinha decidida a permanecer na fila. Eu sabia que conseguiria entrar. E dito e feito: muitas pessoas que estavam na fila resolveram que gostariam de comer mais tarde. Isso liberou alguns lugares e a fila andou bem depressa. Na minha vez, a menina da recepção me perguntou quando eu gostaria de jantar. "Agora?", perguntei. Ela me disse que não haviam mesas disponíveis no momento, mas que haveria uma dali uns 20 minutos e que poderíamos aguardar no bar, localizado no segundo andar. Voltei lá fora e falei com Bruno, que topou. Entramos, subimos as escadas, sentamos pra ver o cardápio de bebidas e logo já nos chamaram para a mesa. E aí pudemos comprovar que a espera valeu a pena!

 Um brioche super fofo e quentinho, com uma manteiga bem leve, polvilhada de micropedacinhos de batatas crocantes e  ceboullete .

Um brioche super fofo e quentinho, com uma manteiga bem leve, polvilhada de micropedacinhos de batatas crocantes e ceboullete.

  Um Hanger Steak grelhado (um corte na região peitoral do gado), Mostarda japonesa, molho de uma espécie de enguia e cebolinhas.

Um Hanger Steak grelhado (um corte na região peitoral do gado), Mostarda japonesa, molho de uma espécie de enguia e cebolinhas.

 Essa foi uma  Panzanella Salad  de cortesia. Deliciosa! 

Essa foi uma Panzanella Salad de cortesia. Deliciosa! 

 A primeira vez em que eu comi um Siri Mole na vida! E a pergunta que não quer calar é: por que demorei tanto, meu Deus??? Delicioso, empanado e frito, servido sobre uma polenta mole e rústica com milho verde doce e um caldo magnífico chamado Bloody Mary Vinaigrette. Fenomenal!!!

A primeira vez em que eu comi um Siri Mole na vida! E a pergunta que não quer calar é: por que demorei tanto, meu Deus??? Delicioso, empanado e frito, servido sobre uma polenta mole e rústica com milho verde doce e um caldo magnífico chamado Bloody Mary Vinaigrette. Fenomenal!!!

 Este foi uma paleta desossada de porco super crocante por fora e desmanchando por dentro. Com um toque meio oriental-havaino, tinha abacaxi,  Jalapeño ,  Mac&Cheese ,  Coleslaw  com algas crocantes, arroz de coco com ovo frito e um molho indescritível à base de mostarda. No fim foi muito comida e eu dispensaria o macarrão. Acho que não faria falta nenhuma! 

Este foi uma paleta desossada de porco super crocante por fora e desmanchando por dentro. Com um toque meio oriental-havaino, tinha abacaxi, Jalapeño, Mac&Cheese, Coleslaw com algas crocantes, arroz de coco com ovo frito e um molho indescritível à base de mostarda. No fim foi muito comida e eu dispensaria o macarrão. Acho que não faria falta nenhuma! 

 Pra fechar, dividimos um sorvete de leite de coco, com coco queimado crocante no fundo, limão e Kiwi. Sério, de morrer!

Pra fechar, dividimos um sorvete de leite de coco, com coco queimado crocante no fundo, limão e Kiwi. Sério, de morrer!

O restaurante é lindo, o serviço é muito bom e atencioso e a comida bastante criativa, perfumada e saborosa. Além de tudo isso, o dono do restaurante tem preocupações sociais e doa parte do que é pago, por cada prato, para uma instituição que provê alimentação para crianças em escolas. Vale demais ir um dia, com disposição para enfrentar filas, é claro! Garanto que você vai gostar bastante!