[New York] Eataly

Todo mundo que vai a Nova Iorque hoje em dia vai ao Eataly. É daqueles lugares que fazem você sonhar como seria sua vida se você morasse perto dali. Resultado do trabalho de um visionário italiano, em Nova Iorque conta com a parceria de Mario Batali, Joe Bastianich, Lidia Bastianich e outros empreendedores. Há várias unidades espalhadas pela Itália, lugar de origem Turim. Dubai, Tóquio e Istambul também têm o seu. Nos EUA, por enquanto, NYC e Chicago. Só conheci a unidade da Big Apple, mas pelo que li no site, cada unidade tem identidade própria, associando-se ao que de melhor existe na região onde a loja se encontra. A proposta do lugar é oferecer ingredientes de excelente qualidade, a preço justo. Oferecer qualificação àqueles que desejam e tornar o ato de comer capaz de unir cada vez mais as pessoas. Há rumores de que abrirão um aqui em Miami, relativamente perto de onde moro. Daria pra ir à pé. Mas, pelo andar da carruagem, só inaugurará depois de nos mudarmos daqui. Uma pena!

 Padaria...

Padaria...

 Embutidos dos mais variados...

Embutidos dos mais variados...

 Pense numas 'roda' de queijo?

Pense numas 'roda' de queijo?

 Frutos do mar...

Frutos do mar...

 Peixes...

Peixes...

Como Nova Iorque é um destino cada vez mais acessível, se você tem viagem programada pra lá, reserve um dia pra morrer de amores pelo lugar, beber e comer bem. A melhor comparação que encontrei, pra explicar a quem não conhece, é comparar com os mercados municipais/centrais de São Paulo, Belo Horizonte e Brasília. Um quarteirão só de lojas de comida e restaurantes italianos, escola de gastronomia, loja de vinhos, cervejaria... Dá pra passar um dia inteiro lá!

Começar com um café da manhã no Lavazza ou no Vergnano, dar uma passeada bem preguiçosa entre os utensílios domésticos. Conhecer os inúmeros tipos de ingredientes disponíveis. Folhear os livros à venda e domar a sua vontade de comprar todos... Passear mais um pouco e tentar decidir o que vai levar pra casa, ver a programação de cursos e programar fazer um se tiver tempo. Ir até à Gelateria ou a Pasticceria pra comer um Tiramissu Classico ou um Gelato de Stracciatella e mais um espresso. E fotografar muito!

  Parar pra almoçar na Salumeria e aproveitar a tábua de frios com um delicioso Barbera D'Asti ou um Prosecco Flor e deixar o tempo passar enquanto se conversa demoradamente. 

Parar pra almoçar na Salumeria e aproveitar a tábua de frios com um delicioso Barbera D'Asti ou um Prosecco Flor e deixar o tempo passar enquanto se conversa demoradamente. 

  Fazer uma horinha e comer Vieiras com arroz negro (acima) no Il Pesce ou um Agnolotti (abaixo) no La Pasta, beber mais vinho e comprar várias garrafas pra levar pra casa. 

Fazer uma horinha e comer Vieiras com arroz negro (acima) no Il Pesce ou um Agnolotti (abaixo) no La Pasta, beber mais vinho e comprar várias garrafas pra levar pra casa. 

O mais legal é que você tem acesso a praticamente todos os ingredientes dos pratos que você come nos restaurantes. Aqueles mais aventureiros podem tentar reproduzir os pratos em casa. E quando parece que não sobrou mais nada, eles ainda têm loja online. Existe um burburinho de que abrirão uma unidade em São Paulo. Nada mais justo! 

 Vitrine de carnes.

Vitrine de carnes.

 'Us quêjo!'

'Us quêjo!'