[Cinnamon Experience] conhecendo a Canela Real do Ceilão.

O Sri Lanka é um dos maiores produtores de canela do mundo. Quando falamos da canela verdadeira, então, é o maior produtor e o país de origem. O que é Canela verdadeira? Isso pressupõe que a outra seja falsa?

A canela da china que conhecemos no ocidente é outro tipo de canela. São árvores "primas", mas enquanto a canela da china é produzida em larga escala e é mais barata, a canela real do ceilão é produzida aqui no Sri Lanka, em produção artesanal. Quando comparamos as duas vemos que as diferenças são gritantes, tanto na aparência, quanto no aroma e no sabor. A da china é mais firme e grossa, com cor intensa e aroma forte. A do Ceilão é mais clara, fina e seu aroma é muito sutil e doce. O sabor também é bem diferente, com a da China sendo muito terroso e punjente, enquanto que a do Ceilão é picante e doce, muito parecido com o sabor dos chicletes de canela que a gente tem no Brasil.

 Canela da china à esquerda, Canela Real do Ceilão à direita. 

Canela da china à esquerda, Canela Real do Ceilão à direita. 

 Aqui dá pra perceber melhor as diferenças: enquanto a canela da china possui uma casca grossa e cor mais intensa, a Canela Real do Ceilão tem a casca fina e é enrolada como se fosse um charuto, com camadas sucessivas da casca. 

Aqui dá pra perceber melhor as diferenças: enquanto a canela da china possui uma casca grossa e cor mais intensa, a Canela Real do Ceilão tem a casca fina e é enrolada como se fosse um charuto, com camadas sucessivas da casca. 

A canela da china é conhecida como Cinnamomum Cassia, cuja árvore pode atingir 15 metros de altura. Tem o caule grosso e lenhoso enquanto que a Cinnamomun verum é uma árvore mais baixa e de caule bem mais fino que a espessura de uma cana de açúcar.  

 Canela da China. Fonte: https://pbs.twimg.com/media/CWNm64bU8AAaF9i.jpg

Canela da China. Fonte: https://pbs.twimg.com/media/CWNm64bU8AAaF9i.jpg

 Plantação de canela do Ceilão.

Plantação de canela do Ceilão.

Fui visitar uma fazenda de canela do Ceilão e acompanhei todo o processo de produção para o blog. A fazenda é também um hotel-butique, oferecendo passeios interessantes. O restaurante deles trabalha pratos e bebidas feitos com canela. Uma boa forma de mostrar a versatilidade desta especiaria. Valeu a pena ter participado do passeio! 

 Folhas da canela. Algumas apresentavam estas "verrugas". Eu tirei uma e senti o cheiro bem leve da canela nas folhas. 

Folhas da canela. Algumas apresentavam estas "verrugas". Eu tirei uma e senti o cheiro bem leve da canela nas folhas. 

 Depois de cortados os caules, o artesão senta-se sobre uma esteira e começa a preparação para a extração da canela. 

Depois de cortados os caules, o artesão senta-se sobre uma esteira e começa a preparação para a extração da canela. 

 O primeiro passo é raspar toda a parte exterior da casca do caule, usando um utensílio em formato de bumerangue. É só uma retirada de "pele" mesmo, como uma esfoliação. 

O primeiro passo é raspar toda a parte exterior da casca do caule, usando um utensílio em formato de bumerangue. É só uma retirada de "pele" mesmo, como uma esfoliação. 

 Raspa do caule. 

Raspa do caule. 

 A segunda etapa consiste em esfregar firmemente uma ferramenta cilíndrica sobre o caule, como que para soltar a casca a ser cortada posteriormente. 

A segunda etapa consiste em esfregar firmemente uma ferramenta cilíndrica sobre o caule, como que para soltar a casca a ser cortada posteriormente. 

 Depois de terminada a preparação, começa-se a extração da canela. O artesão começa pelo meio do caule, fazendo cortes de aproximadamente 20cm no sentido do comprimento. Depois corta em torno do caule, em cima e embaixo deste primeiro corte e solta a casca que depois de seca será a canela. 

Depois de terminada a preparação, começa-se a extração da canela. O artesão começa pelo meio do caule, fazendo cortes de aproximadamente 20cm no sentido do comprimento. Depois corta em torno do caule, em cima e embaixo deste primeiro corte e solta a casca que depois de seca será a canela. 

 As ferramentas utilizadas pelos artesãos da canela. Da esquerda para a direita: o raspador, a faca de corte e extração da casca e o bastão de tratamento da casca, antes da retirada. 

As ferramentas utilizadas pelos artesãos da canela. Da esquerda para a direita: o raspador, a faca de corte e extração da casca e o bastão de tratamento da casca, antes da retirada. 

 Alguns pedaços menores da casca se desprendem durante o processo. É neste momento que o artesão começa a rechear as cascas perfeita da canela com estes retalhos, até que ela se pareça com um charuto. 

Alguns pedaços menores da casca se desprendem durante o processo. É neste momento que o artesão começa a rechear as cascas perfeita da canela com estes retalhos, até que ela se pareça com um charuto. 

 Aqui o charuto já preparado. Abaixo, um vídeo com parte do processo e explicações do proprietário e seus funcionários. 

Aqui o charuto já preparado. Abaixo, um vídeo com parte do processo e explicações do proprietário e seus funcionários. 

 Depois de assistirmos ao processo de produção, fomos ao galpão onde as canelas são armazenadas para a exportação. Se fosse canela da china, penso que seria impossível permanecer num galpão cheio delas. Mas como a do Ceilão possui um aroma muito mais suave, estar na presença de tanta canela junta foi muito tranquilo. Um leve cheirinho de madeira com especiaria no ar. 

Depois de assistirmos ao processo de produção, fomos ao galpão onde as canelas são armazenadas para a exportação. Se fosse canela da china, penso que seria impossível permanecer num galpão cheio delas. Mas como a do Ceilão possui um aroma muito mais suave, estar na presença de tanta canela junta foi muito tranquilo. Um leve cheirinho de madeira com especiaria no ar. 

 Todo o processo feito na fazenda é artesanal. Funcionando como uma cooperativa, os funcionários ganham seus salários como num sistema de distribuição de lucros. Aqui, as senhorinhas que costuram as embalagens de socos de sisal para exportação. 25 quilos de canela! 

Todo o processo feito na fazenda é artesanal. Funcionando como uma cooperativa, os funcionários ganham seus salários como num sistema de distribuição de lucros. Aqui, as senhorinhas que costuram as embalagens de socos de sisal para exportação. 25 quilos de canela! 

Em tempo: se você ficou se perguntando o que fazem com o caule descascado da canela, respondo: palitos de dente! 

 Fonte: http://i.ebayimg.com/00/s/NTAxWDUwMQ==/z/kV0AAOxyn~pRz4Z6/$(KGrHqJ!oQFG)iRKmGBRz4Z53eh!~~60_35.JPG?set_id=880000500F

Fonte: http://i.ebayimg.com/00/s/NTAxWDUwMQ==/z/kV0AAOxyn~pRz4Z6/$(KGrHqJ!oQFG)iRKmGBRz4Z53eh!~~60_35.JPG?set_id=880000500F

Dados da visita: 

Fazenda Villa Mayurana (clique no nome da fazenda para acessar o site - em inglês)

PELASSA ROAD - SANTHOSAGAMA
AHANGAMA, SRI LANKA